Notícias

Guilherme Lima

“Dá-me Forças para Dar o Primeiro Passo!”

Por Andrew McChesney

Quando Daniel Amattaeran tinha 11 anos, um menino da vizinhança o introduziu à dança Hip-hop na capital do Suriname, Paramarebo. Daniel tinha visto a dança na televisão, mas nunca na vida real. Ele ficou surpreso com os movimentos, as paradas de mão e as pessoas pulando. Ele percebeu que as meninas gostavam de assistir à dança e queria que as meninas o apoiassem. Ele aprendeu a dançar. Daniel adorava dançar e ganhou espetáculos de talentos locais e até uma viagem para a Holanda. A popularidade dele disparou e as meninas se amontoavam à sua volta.

Um dia Daniel estava sentado em sua cama, pensando, e sentiu uma voz perguntando: “O que você quer fazer com a sua vida? ” Surpreso, ele se perguntou se a voz poderia ser o Espírito Santo. Seus pais o levaram à igreja quando menino, mas não a frequentava há anos. Daniel não gostou da ideia de que o Espírito Santo pudesse estar a falar com ele. Ele gostava da fama e diversão do mundo.

Deus, agora não, não agora“, disse Daniel. Ele resolveu dançar até ficar velho e então, quando ele não poderia dançar mais, ir à igreja.

Daniel começou a ter pesadelos em que era atacado por demónios. Uma noite ele sonhou sobre a segunda vinda. Ele viu Cristo, vestido de branco, nas nuvens. O mundo estava em chamas, com fogo, e as pessoas corriam e gritavam. Daniel acordou com o coração batendo. “Eu estou perdido. Eu estou perdido. Estou perdido”, pensou. “Eu tenho que voltar para Deus.

Mas ele não o fez. Vários anos se passaram e, aos 19 anos, ele foi morar com familiares não-cristãos enquanto estudava na faculdade. Um dia, ele viu um DVD intitulado “A Verdade Sobre o Hip-Hop” na mesa. Era de um ministério cristão, então ele ficou surpreso ao ver isso numa casa não-cristã. “Quem comprou isto?” perguntou ele aos seus parentes. Ninguém sabia de onde o DVD tinha vindo.

Daniel assistiu e ficou surpreso ao saber que o Hip-hop tem origens criminosas e é associado ao assassinato, violência e drogas ilegais. Ele estava confuso. “O Hip-hop parece ser intimamente ligado às coisas negativas”, pensou ele. “Eu não gosto disso. Eu pensei que consistia somente em cantar, divertir-se e arranjar muitas garotas.”

Ele perguntou a um amigo de dança se o conteúdo do DVD era verdadeiro. “Não é verdade”, disse o amigo. “De qualquer forma, quem se importa?

Daniel continuou a dançar – mas ele também começou a ir à igreja com um primo Adventista. A meio do mês, durante as reuniões evangelísticas, ele se levantou quando o pregador perguntou àqueles que desejavam ser batizados que fossem à frente. Mas todo o seu corpo tremia. Ele sentiu duas vozes discutindo em sua mente. “Você vai abandonar a dança por isso?” disse uma voz. “Você vai abandonar o dinheiro, garotas e fama?

Escolha Jesus”, dizia a outra voz. “Ele é o único caminho.” Enquanto ele hesitava se deveria na frente, o pregador exortou aqueles que estavam indecisos a avançarem.

Daniel pensou em dinheiro, fama e garotas – e se sentou. Em casa naquela noite, ele caiu de joelhos e orou: “Deus, se você quer que eu me arrependa, mostre-me um sinal amanhã. Dá-me força para seguir em frente se o pregador fizer um apelo novamente.

Na noite seguinte, o pregador fez outro apelo. Daniel se levantou e todo o seu corpo tremia terrivelmente. Novamente, ele sentiu duas vozes discutindo. “Deus“, ele orou, “dá-me a força para tomar um primeiro passo para a frente.” Naquele momento, ele sentiu um leve empurrão nas costas. Ele deu um passo em frente. Depois disso, foi fácil dar o segundo passo, e logo ele estava na frente.

Hoje, Daniel tem 29 anos e está estudando para ser pastor na Universidade do Sul do Caribe. Ele também se autodenomina evangelista do Facebook, postando vídeos inspiradores e há seis anos que começou a dar estudos bíblicos no Facebook. Como resultado, vinte e quatro pessoas foram batizadas. “Deus tem sido misericordioso comigo”, disse ele. “Então eu levo a missão a sério.

Andrew McChesney é editor de Adventist Mission. Esta história foi publicada com autorização de Adventist Mission.

—-

Pedidos de Oração da Igreja Mundial

21 a 27 de agosto de 2020

  • Ore pela Universidade do Sul do Caribe, onde Daniel Amattaeran estuda, em Trinidad e Tobago. A universidade está se preparando para abrir um centro de influência “Vida Melhor” no campus para treinar alunos para serem missionários. Ore para que Deus abençoe este esforço.
  • Ore pelo grupo de pessoas não alcançadas da Missão Adventista desta semana, os Fulani nigerianos. Localizados na Nigéria, Camarões, República Centro-Africana e Chade, os Fulani nigerianos são um povo seminómada. Eles pastam nas mesmas terras há séculos. Por favor, ore para que à medida que mais terras são privatizadas, os Fulani possam continuar a sustentar suas famílias. Além disso, junte-se a nós em oração para que este grupo de pessoas de mais de 16 milhões de pessoas venha a conhecer Jesus. Apenas 0,08% dos Fulani são Cristãos.
  • Ore por aqueles que foram recentemente batizados como resultado da grande série evangelística da Rádio Mundial Adventista em maio passado. Ore por aqueles que ainda estão a estudar e a tomar decisões por Jesus.
  • Ore por todos os jovens que você conhece pelos seus nomes, pois enfrentam muitos desafios para começar um novo ano escolar com a COVID-19 que ainda estará afetando nossas vidas. Ore pelos professores e por aqueles que estarão ensinando através de avenidas online e que Deus lhes dê sabedoria e criatividade.

—-
Fonte: revivalandreformation.org
Tradução: Guilherme Vieira Lima