Notícias

Guilherme Lima

Não Tens Autoridade Sobre Mim!

Por Jonathan Walter

Em dezembro de 2014, viajei para uma cidade em Portugal para um retiro de liderança espiritual. Minha amiga Samuele e eu decidimos explorar a cidade. Quando nos aproximamos da entrada de uma famosa catedral, notei uma mulher de aparência confusa sendo segurada por um homem de aparência preocupada. Um padre católico aparentemente nervoso estava ao lado deles, falando ao telefone. Eu imediatamente me senti desconfortável. Mas estávamos na Europa. Você cuida da sua vida e segue em frente. Nós fizemos exatamente isso.

Entramos na igreja e procuramos apreciar sua arquitetura. Eu não conseguia afastar a sensação de que algo estava muito errado. Compartilhei meus pensamentos com Samuele e decidimos ir embora. Quando saíamos, vimos o homem e a mulher onde os tínhamos deixado. Passamos rapidamente por eles quando de repente eu tive uma impressão incrivelmente forte nos incentivando a voltar.

Paramos para orar, pedimos a Deus que nos guiasse, depois nos viramos e voltamos direto para a igreja. Eu não tinha ideia do que estava fazendo, mas não negaria essa ordem clara. Eu só podia pedir a Deus para me orientar pois não falava nenhuma palavra de Português.

O padre ainda estava ao telefone, então me aproximei do homem que segurava a mulher. Eu lhe perguntei, em Inglês, “Está tudo bem?” Ficou claro que ele não entendia. Ele fez-me um gesto para que afastasse. Olhei para a mulher, que permanecia mais ou menos calma. Seus olhos registavam medo, luta – e algo muito perturbante. Confiando em Deus para a minha escolha de palavras, eu lhe disse: “Acredite em Jesus, e Ele vai te ajudar! ”

Assim que mencionei Jesus, ela começou a gritar. Em Inglês, ouvimos: “Não, não, saia daqui!” Tornou-se muito evidente que um demônio a estava controlando. Continuei orando. Em voz alta. Eu lhe disse: “Confie em Cristo, Ele vos libertará! ” Seu rosto fez uma careta estranha. Ela se movia descontroladamente. O homem a segurou com força.

O demónio fez que ela tapasse os ouvidos para não ouvir a simples verdade do evangelho da salvação em Cristo. Enquanto eu orava em voz alta para que Deus a libertasse dessa possessão demoníaca, eu podia fisicamente sentir uma pressão invisível ao redor e contra mim. Uma guerra espiritual estava ocorrendo que não passou despercebida pelos turistas. Suas reações foram diversas.

“Deixe-a em paz!” gritou um deles. Um policial se aproximou para me impedir de orar e foi intercetado pelo padre. O padre lhe disse que o que eu estava fazendo era certo. Continuei orando em voz alta e o demónio, com sua voz distorcida, declarou através da senhora: “Tu não tens autoridade sobre mim! ”

Eu respondi: “Mas Jesus tem!”

Samuele e eu continuamos a interceder por essa mulher aflita. Fizemos isso por alguns minutos quando de repente, sentimos uma libertação de tensão no ar ao nosso redor. A opressão demoníaca havia cessado.

Olhamos e vimos que a mulher estava calma, mas muito fraca. O padre e o outro homem colocaram os seus braços ao redor de seus ombros e começaram a levá-la para a igreja. Assim que eles entraram, a mulher se virou e olhou para mim. Seu rosto mudou completamente quando ela fez um gesto de agradecimento.

Ficamos ali, tentando processar o que havíamos acabado de experimentar. Foi Deus quem arranjou para que conhecêssemos essa senhora. Foi Deus quem a libertou de seus problemas sombrios. A Deus seja toda a glória! Não fomos especiais. Fomos simplesmente dois jovens cristãos que seguiram a orientação do Espírito Santo e acreditaram no poder da oração.

E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demónios” – (Marcos 16:17, ACF).

Jonathan Walter é pastor e trabalha como Gestor de Comunicações para a Associação Ministerial da Conferência Geral.

 —-

Pedidos de Oração da Igreja Mundial

14 a 20 de agosto de 2020

  • Ore por um centro Adventista em San Salvador que oferece alojamento para famílias cujos filhos estão a receber cuidados internos num hospital das redondezas. Peça a Deus para animar essas famílias, curar seus filhos e dar sabedoria aos funcionários deste centro.
  • Ore pelo seu (s) pastor (es) local e pela liderança da igreja local (anciãos, diáconos, diaconisas, professores da Escola Sabatina, etc.).
  • Ore para que Jesus vos mostre pelo menos uma pessoa por quem você pode orar. Contacte-a na próxima semana para a animar e abençoar.

—-
Fonte: revivalandreformation.org
Tradução: Guilherme Vieira Lima